NOTÍCIA

24/11/2021

Decretada prisão preventiva de donos da cerealista BM Agrícola

Qualquer informação sobre o paradeiro dos sócios deve ser comunicada à Polícia Civil de Maracaí.


Decretada prisão preventiva de donos da cerealista BM Agrícola

Em maio de 2020 foi amplamente noticiado que diversos agricultores da cidade de Maracaí e região levaram prejuízo milionário com a quebra da empresa BM Comercial Agropecuária Ltda, a qual, apropriando-se indevidamente dos grãos armazenados em seus silos, os vendeu e não pagou os legítimos proprietários.

A Polícia Civil de Maracaí, após oitiva das vítimas, instaurou inquérito policial para apurar a prática do crime de apropriação indébita, sendo que investigações foram concluídas em setembro deste ano, com o indiciamento e pedido de prisão preventiva dos sócios Aucélia Aparecida de Souza e Edivaldo Alves Barbosa.

Apurou-se no inquérito que o prejuízo aproxima-se de 2 milhões de reais, sendo que 17 (dezessete) vítimas foram identificadas apenas no município de Maracaí, havendo investigações também em Paraguaçu Paulista e  Assis.

O Poder Judiciário de Maracaí, acatando o pedido formulado pelo delegado de polícia, Bruno Delfino Sentone, decretou a prisão preventiva dos sócios, Aucélia Aparecida de Souza e Edivaldo Alves Barbosa, que após os fatos evadiram-se da cidade, inviabilizando até mesmo as cobranças judiciais por parte dos agricultores.

Qualquer informação sobre o paradeiro dos sócios deve ser comunicada à Polícia Civil de Maracaí.

 

Relembre o caso clicando AQUI

 

Redação Abordagem


Compartilhe: