Abordagem Notícias
Unifio
REGIÃO • 23/10/2022

Marília perde o jornalista e escritor Sidnei Batista aos 67 anos de idade

Servidor aposentado, trabalhou por anos na Secretaria Municipal da Educação

Marília perde o jornalista e escritor  Sidnei Batista aos 67 anos de idade

Marília perdeu neste domingo, dia 23 de outubro, o jornalista e escritor Sidnei Porfírio Batista, que semanalmente escrevia a coluna ‘Espiritismo’, no semanário Jornal Cidade. Batista era profundo conhecedor da doutrina de Allan Kardec e tinha lido quase todas as obras psicografadas pelo médium brasileiro Chico Xavier (1910-2002).

Esteve pessoalmente com grandes nomes do movimento espírita brasileiro, a exemplo do médium e escritor baiano Divaldo Franco. Semanalmente relatava na coluna as aprendizagens lidas em obras espíritas, trazendo trechos relevantes e propondo profundas reflexões. 

 

Começou na Prefeitura Municipal de Marília como auxiliar de escrita e, depois, passou a trabalhar como motorista, entregando merenda nas unidades de ensino. Leitor frequente, Batista chegou a doar mais de cinco mil livros, inclusive reconhecido como um dos principais fomentadores da leitura espírita em Marília. Para o CPP, por exemplo, o jornalista e escritor fez a doação de mais de mil títulos para a biblioteca da entidade que congrega os professores da rede estadual de ensino.

 

Casado com Ivonice Barreto Batista, deixou quatro filhos: Michele e Sirlei, do matrimônio com Ivonice, e Marcos Rogério e Tiago, frutos de seu primeiro casamento. Era tio dos irmãos Romildo Grota, atualmente delegado de Polícia Civil no Estado de Mato Grosso, e do jornalista e cineasta Rodrigo Grota, vencedor de dezenas de festivais de cinema, incluindo o de Gramado.

 

Conforme informações da filha Michele Daiana, seu pai havia sido internado no Hospital das Clínicas de Marília no começo do mês, em 2 de outubro, para a retirada de um câncer no pâncreas. A cirurgia ocorreu em 18 de outubro. Contudo, na manhã deste domingo, dia 23 de outubro, o jornalista e escritor não resistiu ao quadro de uma pneumonia e veio a falecer. Ele faleceu no Hospital das Clínicas de Marília.

“A coluna de Sidnei Batista era uma das minhas leituras preferidas aos domingos. Aprendi muito com os ensinamentos que ele transcrevia das grandes obras espíritas que ele lia com muita atenção. Confesso que sentirei falta dessa leitura, assim como venho sentindo a falta das crônicas de Carlos Heitor Cony”, comentou o escritor e jornalista Ramon Barbosa Franco.

 

Por mais de duas décadas consecutivas, Sidnei Batista assinou a coluna ‘Espiritismo’, publicada na página dois do Jornal Cidade, de Marília. O semanário, através do diretor e ex-vereador Ademar Gonçalves, lamentou a perda do cronista. “O Sidnei inclusive foi um dos nossos entrevistados na Entrevista da Semana, onde personalidades narravam suas histórias de vida e suas opiniões. Muito dedicado à coluna semanal, Sidnei deixava artigos redigidos para que não houvessem falhas ou possíveis lacunas nas publicações. Uma triste perda para Marília”, disse.

 

O velório de Sidnei Batista começou às 15 horas deste domingo, na sala 3 do Velório Municipal de Marília, e o sepultamento está programado para amanhã, às 13h30 no Cemitério da Saudade, em Marília. 

Fonte: Ramon Barbosa Franco