NOTÍCIA

26/07/2022

Assassino de Douglas Cortelline ('Sopinha') tem pena aumentada

O crime foi em junho de 2018, com julgamento em outubro de 2019.


Assassino de Douglas Cortelline ('Sopinha') tem pena aumentada

Sentenciado a cumprir 20 anos de prisão, em regime fechado, pelo assassinato de Douglas Baldacci Cortelline, o “Sopinha”, Everton Morais Martins, preso aos 31 anos de idade, teve a sua pena aumentada para 23 anos e quatro meses de reclusão. Ele está encarcerado na Penitenciária Estadual de Assis desde junho de 2018, dias após o latrocínio. O julgamento de Everton ocorreu em outubro de 2019.

O crime, ocorrido na casa onde a vítima morava, sozinha, foi descoberto na tarde de 03 de junho de 2018, tendo sido praticado durante a madrugada, segundo inquérito policial. Douglas foi morto com seis facadas no peito, no sofá da sala. O corpo foi encontrado já em estado de decomposição.

O autor do homicídio era amigo e companhia constante de Douglas. Foi justamente isso que fez com que, há poucos dias, a pena dele fosse aumentada em três anos e quatro meses. A justiça considerou que houve traição ao sentimento de amizade que havia entre vítima e réu.

 

O crime

Douglas foi morto no sofá (com edredon azul), na sala de sua casa. (Foto Abordagem)

No final da tarde de domingo, 03 de junho de 2018, o assisense Douglas Baldacci Cortelline, 54 anos, conhecido na cidade toda como "Sopinha" foi encontrado morto em sua casa, na Rua Padre Anchieta, 241.

Um vizinho sentiu forte odor vindo da casa e estranhou. O rapaz telefonou à prima de Douglas, e os dois entraram no imóvel. O portão estava com cadeado e a porta da sala, destrancada.

O corpo de Douglas já estava em estado de decomposição, com seis perfurações no peito, e a faca foi deixada em cima do tórax. Solteiro e sem filhos, ele morava sozinho desde a morte de sua mãe, ocorrida há menos de dois meses à época do crime.

Durante as investigações, pela Delegacia de Investigações Gerais de Assis (DIG), apurou-se que a vítima foi brutalmente assassinada no interior de sua casa, a qual não estava revirada, aparentando que Douglas conhecia o seu algoz. O crime foi descoberto na tarde de 03 de junho, sendo praticado durante a madrugada.

O sofá estava encharcado de sangue (Foto Abordagem)

 

No local foram encontradas duas facas utilizadas para prática do homicídio. No início das investigações, chegou-se à autoria do primeiro suspeito, como sendo Everton Moraes Martins, de 31 anos, o qual foi preso e inquirido durante as investigações por quatro vezes Ele era amigo da vitima e sempre estavam juntos.

Durante os trabalhos, os investigadores localizaram o celular roubado da casa da vitima e que havia sido entregue em um ponto de drogas, em Assis, sendo apurado que o investigado Everton foi quem entregou o aparelho em pagamento de uma dívida de drogas, ocasião que estava acompanhado do outro investigado.

Com a prisão do segundo suspeito, o primeiro acabou confessando o crime, mas negou ter subtraído o aparelho, versão que não foi sustentada, devido às demais provas colhidas durante as investigações. O segundo homem também foi sentenciado, mas acabou absolvido.

O assassinato cruel de Douglas chocou toda a população assisense. Ele era bastante popular e querido.

Douglas, o "Sopinha", assassinado aos 54 anos. (Foto Facebook)

 

Redação e fotos Abordagem Notícias

 

 


Compartilhe: