NOTÍCIA

16/06/2022

Como se Prevenir da Síndrome de Burnout

Especialista em desenvolvimento humano fala detalhadamente sobre o assunto.


Como se Prevenir da Síndrome de Burnout

A Síndrome de Burnout, de acordo com a especialista em desenvolvimento humano e CEO Madalena Feliciano, trata-se de um estado de esgotamento físico, emocional e mental que gera um sentimento de falta de vínculo emocional em relação ao trabalho.
 

O que fazer para se prevenir do Burnout?
 

Reforçar atividades recreativas. É necessário ter um tempo para realizar atividades que nos gerem prazer e nos permitam desocupar nossa mente.
 

Reforçar relações pessoais. Os vínculos sociais funcionam como um apoio perante estas situações, além de promover reforço positivo.
 

Respeitar horários. É fundamental que os horários das refeições e de descanso sejam cumpridos. O tempo para espairecer do ambiente de trabalho permite que nossa mente renda mais.
 

Diferenciação. É importante poder diferenciar o trabalho do lado pessoal. Quando terminar o horário do trabalho, faça com que os problemas relacionados ao trabalho fiquem ali. Não leve o trabalho para casa.
 

Faça exercício físico para poder relaxar a mente e o corpo. Os exercícios de relaxamento e respiração também são recomendáveis para estes casos.

A CEO Madalena (foto) orienta que se deve sempre procurar um profissional de saúde, se considerar que esta situação não pode ser superada por você mesmo. Ele recomendará um tratamento adequado.


Nos casos de Burnout, o tratamento é complexo e envolve várias valências. Idealmente deverá haver uma melhoria nas condições e relações de trabalho, sendo que em casos mais extremos, deverá haver um afastamento temporário (baixa médica) até que a pessoa se restabeleça e encontre o seu equilíbrio emocional.

O tratamento para Síndrome de Burnout deve ser orientado por um psicólogo ou psiquiatra e, normalmente, é feito através da combinação de medicamentos e terapias.
 

O tratamento farmacológico (através de remédios antidepressivos) é ainda bastante utilizado, embora apenas diminua os sintomas de stress e de depressão. A terapia seria a mais adequada, que ajuda a pessoa a reestruturar-se emocionalmente e a encontrar um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.
 

A também hipinoterapeuta Madalena Feliciano explica que, a hipnoterapia tem-se revelado muito eficaz no tratamento do Burnout, onde trabalha as causas do stress, ajudando a pessoa a utilizar as suas ferramentas para reagir perante situações agressoras no local de trabalho, sem colocar em causa a sua função ou a sua felicidade, baseando-se somente no mapa da mente.
 

Dicas para estratégias de recuperação:

 

Dar a volta por cima do burnout exige esforço, autorreflexão e autocuidado. Embora a sua falta de tempo impeça que você se dê uma folga e pratique os hábitos a seguir:
 

1. Avalie o seu comportamento: reservar um tempo para refletir sobre o seu esgotamento mental, físico e/ou emocional. Isso vai ajudar você a ganhar consciência sobre as causas do seu esgotamento.
 

2. Trace limites claros: Assuma apenas essas tarefas que vão realmente fazer você chegar lá.
 

3. Tire uma folga. Envolva-se em atividades que você adora fazer com pessoas que você ama. Isso ajudará você a repor suas energias físicas, mentais e emocionais.
 

4. Viva plenamente o momento de folga. Nós somos muito mais produtivos quando tiramos um tempinho para descansar. Passe a ouvir o seu corpo.
 

5. Desabafe! “Às vezes, a gente só precisa conversar com alguém que vai nos ouvir de coração aberto e sem nos julgar, alguém que está ao nosso lado para nos apoiar”, explica a CEO Madalena Feliciano.
 

6. Invista pesado em autoconhecimento. A autorreflexão se torna um tipo de autocuidado, já que é imprescindível atender às suas necessidades, entender como você lida com estresse e trabalho, e investir em recursos que ajudem você a crescer.
 

“O burnout deriva de uma profunda falta de alinhamento com as suas necessidades internas e forças motivadoras”.

 

Divulgação


Compartilhe: