NOTÍCIA

28/02/2020

Santa Casa afirma que IAMSPE não atendeu reivindicações e ainda deve à instituição

O IAMSPE acusa a Santa Casa de Misericórdia de Assis pelo fim do convênio.


Santa Casa afirma que IAMSPE não atendeu reivindicações e ainda deve à instituição

A propósito da Nota Pública encaminhada ao radialista Reinaldo Nunes, no programa Acorda Assis, da Rádio Interativa FM, onde o IAMSPE acusa a Santa Casa de Misericórdia de Assis pelo fim do convênio que atendia servidores públicos estaduais naquela unidade hospitalar, a direção da Santa Casa decidiu elaborar uma Nota de Esclarecimento informando que o Instituto de Assistência Médica aos Servidores Públicos Estaduais “não atendeu as reivindicações” para renovação do convênio e que ainda “não honrou os compromissos financeiros com a instituição até agora”. Segue a nota abaixo:

NOTA DE ESCLARECIMENTO:

“Em relação a não renovação do contrato com o Convênio IAMSPE, a Santa Casa de Assis esclarece que:

– O contrato expirou e não foi renovado considerando que o IAMSPE não atendeu às reivindicações da Santa Casa de Assis e não honrou os compromissos financeiros com a Instituição até a presente data.

– A Instituição coloca à disposição de todos as informações da dívida do IAMSPE, que comprovam e fundamentam seu posicionamento em relação à não renovação.

– Estas informações já foram apresentadas pela Santa Casa em Audiência Pública realizada na Câmara Municipal de Assis, onde os presentes tiveram oportunidade de perguntar e esclarecer suas dúvidas.

– A principal vocação da Instituição é o atendimento ao SUS. Por contrato firmado com a Secretaria Municipal de Saúde de Assis deve atender o SUS em no mínimo 60 % de sua capacidade. Porém, considerando a demanda local e regional, a Santa Casa atende muito acima de 80% de sua capacidade. Isso impossibilita ao Hospital assumir mais déficit em suas contas o que levaria ao desequilíbrio financeiro e a um prejuízo ainda maior aos que dela necessitam.

– Essa Diretoria, em setembro de 2017, assumiu a Santa Casa de Assis à beira da falência e está tendo um trabalho imenso de identificar os déficits e suas causas para de forma responsável, tomar medidas muitas vezes dolorosas e incompreendidas para ajustar suas contas. Todos os relatórios têm sido apresentados de forma transparente aos órgãos competentes e estão à disposição de toda a população.

A Santa Casa reafirma seu compromisso com a saúde de Assis e região e conta com o entendimento e a parceria de todos os que se dizem favoráveis a este mesmo propósito, unindo forças para mantê-la de portas abertas”.

 

Fonte Jornal da Segunda

 



Compartilhe: