NOTÍCIA

12/12/2019

Padre Vicente Paula Gomes é suspenso da função após abençoar casamento homoafetivo

A cerimônia matrimonial entre dois homens ocorreu no dia 07 de dezembro.


Padre Vicente Paula Gomes é suspenso da função após abençoar casamento homoafetivo

O padre Vicente de Paula Gomes, 56 anos, foi suspenso de suas funções como sacerdote pela Diocese de Assis nesta última quarta-feira, 11 de dezembro, após abençoar uma união matrimonial entre dois homens, sendo eles Luis Carlos dos Santos e Claudinei Batista, em uma chácara, em Assis-SP, em 07 de dezembro. A decisão está publicada no site da Diocese local, com base no Código de Direito Canônico.

O decreto (foto abaixo) está assinado pelo bispo diocesano de Assis, dom Argemiro de Azevedo e pelo padre David José Martins, que é chanceler do bispado local. 

Vicente de Paula é paroco em Tarumã-SP, e em 06 de janeiro de 2020, deveria assumir a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no bairro Bonfim. Na página da Diocese de Assis foi comunicado, ainda, que o padre Orlando de Almeida Alves, de forma provisória até que tudo se resolva, deve assumir o cargo de administrador paroquial da Paróquia Santo André, em Tarumã. 

Em Assis, padre Vicente já atuou nas paróquias da vila Adileta e Prudenciana, antes de ser transferido para Tarumã, sendo muito querido por todos. Há vários anos, ele comanda um programa diário na Rádio Difusora AM das 11 às 12 horas.

Sobre o casamento homoafetivo dos dois homens que já vivem juntos há 10 anos, um vídeo circulou pelas redes sociais, sendo amplamente compartilhado, causando polêmica. Uns admiraram a atitude do padre, em considerar o amor acima de tudo; outros o criticaram duramente, por ir contra às normas da Igreja Católica, que reagiu negativamente, suspendendo o padre, conforme documento abaixo:

 

 

Vídeo que exibe a cerimônia em que o padre abençoa a união dos noivos Luiz Carlos e Claudinei.

 

 

 

 

Abordagem Notícias

 

 

 



Compartilhe: