Abordagem Notícias
SANTA CASA
POLÍCIA • 27/02/2024

Mulher é assassinada e tem órgãos arrancados horas após pedir medida protetiva

A barbárie ocorreu Tupã-SP, na segunda-feira, 26.

Mulher é assassinada e tem órgãos arrancados horas após pedir medida protetiva

Uma mulher foi  assassinada, com requintes de crueldade, apenas quatro horas após solicitar uma medida protetiva contra o próprio marido, com quem era casada desde 1995. O crime ocorreu na tarde desta segunda-feira (26), por volta das 13h30, na cidade de Tupã.

A vítima, identificada como Milena Dantas Bereta Nistarda, de 53 anos, foi cruelmente atacada a facadas. O principal suspeito é seu marido, Marcelo Nistarda Antoniassi, de 49 anos, que foi preso em flagrante no local do crime, a residência do casal, na Vila Abarca.

O dia fatídico começou quando Milena compareceu à delegacia por volta das 9h30 e registrou um boletim de ocorrência por violência psicológica, solicitando a medida protetiva contra seu companheiro. Após retornar para casa e se trancar no imóvel, o suspeito invadiu a residência, derrubando o portão com o carro e arrombando as portas.

No ato brutal, Marcelo desferiu vários golpes de faca contra Milena e chegou ao extremo de abrir seu abdômen, extraindo as vísceras e o coração dela. Apesar da resistência à prisão, ele foi detido em flagrante por feminicídio.

Milena e o seu algoz eram casados desde 1995. Ela deixa  um casal de filhos. 

Ocorrências de Feminicídio

Este não é um caso isolado na cidade de Tupã. Recentemente, outros episódios trágicos de violência contra a mulher ocorreram, onde vítimas que buscaram proteção através de medidas protetivas acabaram sendo alvos fatais de seus agressores.

No dia 22 de janeiro, uma mulher foi assassinada a facadas pelo ex-companheiro, mesmo após solicitar medidas de proteção. Em outro episódio, um homem agrediu sua ex-companheira duas vezes no mesmo dia, desrespeitando a medida protetiva concedida pela Justiça.

Fonte: redação - fotos redes sociais




lena pilates
Pharmacia Antiga