NOTÍCIA

09/07/2021

Detento que matou companheiro de cela em Florínea é condenado a mais 15 anos

O júri ocorreu no último dia 07, no Fórum da Comarca de Assis.


Detento que matou companheiro de cela em Florínea é condenado a mais 15 anos

Um detento que cumpria pena na Penitenciária de Florínea-SP, foi morto na tarde de 19 de setembro de 2019, durante briga com outro presidiário. Weverton da Costa, de 23 anos, foi asfixiado até a morte pelo companheiro de cela, Douglas Ricardo de Oliveira, que cumpria pena superior a 130 anos, por trafico de drogas e também homicídio.

Com início às 13 horas de quarta-feira,  07 de julho, houve o julgamento do réu, no Fórum da Comarca de Assis, sendo o autor condenado a 15 anos e seis meses de prisão, em regime fechado.

Segundo se apurou, à época dos fatos, Douglas e Weverton estavam reclusos no presídio de Florínea dividindo a mesma cela. Naquela data, Douglas entrou em luta corporal com Weverton, em razão de desavenças anteriores, e durante o entrevero o autor imobilizou a vítima, fazendo com que desmaiasse. Ao perceber que o companheiro estava no chão e desacordado, armou-se com um lençol e, utilizando-o como se fosse uma corda, envolveu o pescoço de Weverton e passou a estrangulá-lo, e na sequência desferiu 'prisões' no pescoço dele, asfixiando-o até a morte.

Os agentes penitenciários foram acionados por outros presos. Ao chegarem à cela, já encontraram o presidiário morto e o autor confessou o crime, acumulando assim mais um homicídio à sua extensa ficha criminal.

Tanto o autor do crime, quanto à vítima, são de São Paulo, capital. 

O júri foi presidido pelo juiz substituto, Henrique Ramos Sorgi Macedo. Atuou pelo Ministério Público o promotor de Justiça de Assis, Fernando Fernandes Fraga. 

Redação Abordagem


Compartilhe: