NOTÍCIA

04/05/2021

Morte de psicóloga: Motorista do carro que teria participado do racha será ouvido hoje

No momento do acidente, o carro acidentado e um HB20 estavam em alta velocidade, emparelhados.


Morte de psicóloga: Motorista do carro que teria participado do racha será ouvido hoje

A Polícia Civil de Assis abriu investigação, já no dia do acidente, para apurar se uma disputa de racha causou a colisão que matou a psicóloga Maria Flávia Camoleze de 26 anos na madrugada de sábado, 1º de maio, na Travessa Sorocabana, em Assis. Maria Flávia estava no banco de passageiros do veículo que bateu em um prédio comercial (Oral Sin), às 2h38.

Pela câmera de monitoramento externo de uma casa bem próxima ao local do acidente é possível observar que dois carros, brancos, sendo um Gol (no qual estava a psicóloga) e um HB-20, estavam emparelhados e em alta velocidade. Pelo que se vê na filmagem, o motorista do HB-20 não parou para prestar socorro às vítimas. 

Segundo o delegado da DIG - Delegacia de Investigações Gerais de Assis, Marcelo Armstrong Nunes, o motorista de referido veículo já foi identificado e será ouvido ainda nesta terça-feira, 04, bem como os demais ocupantes do mesmo carro. 

Na ocasião do acidente a polícia ainda não tinha as imagens do possível racha e foi lavrado um boletim de ocorrência sob a natureza homicídio culposo. O delegado revelou que o condutor do Gol estava sob influência de bebida alcoolica, o que agrava a sua situação perante a justiça. Ele ainda não foi interrogado. 

Maria Flávia estava morando em Assis, dividindo o aluguel com uma amiga. Os pais e irmãos residem em Cândido Mota, onde houve o sepultamento, no domingo , dia 02, sob forte comoção. 

A prefeitura e a Santa Casa de Cândido Mota emitiram notas de pesar pela morte de Maria Flávia, que era filha do provedor do hospital, o advogado José Augusto.
“O prefeito Eraldo e o vice Carlos prestam suas condolências ao pai Dr José Augusto, à mãe Eliane Camoleze Augusto, aos irmãos, demais familiares e amigos, e oram suplicando a Deus por conforto nesse momento de inimaginável dor e tristeza”.

(foto da Equipe The Brothers)

 

 

Redação Abordagem 

 



Compartilhe: