NOTÍCIA

26/02/2021

Assis dá um passo atrás na fase da pandemia e recua ao vermelho

Com alerta máximo, é permitido o funcionamento somente dos serviços essenciais.


Assis dá um passo atrás na fase da pandemia e recua ao vermelho

A coletiva de imprensa desta sexta-feira, 26 de fevereiro, foi aberta pelo governador João Dória com a lembrança de que, há exatamente um ano, houve o primeiro caso confirmado de contaminação pela Covid-19 no Brasil. Dória citou que em 26 de fevereiro de 2020, uma quarta-feira de cinzas, o Hospital Albert Einstein emitiu o primeiro boletim informando o caso de contaminação. Nesse mesmo dia, às 17 horas, foi criado o Centro de Contingência do Estado para monitorar e coordenar ações contra a propagação do novo coronavírus.

O governador afirmou que o Brasil está na segunda onda, potencialmente mais trágica que a primeira, sendo importante seguir o toque de recolher e o Plano São Paulo. Anunciou que, devido ao agravamento da situação - incuindo as variantes, a vacinação contra a Covid-19 será antecipada para amanhã, 27, em todo Estado.

Recuo

Avaliações diárias das regiões e municípios, por meio do referido centro, faz com que hoje a DRS de Marília, na qual o município de Assis está inserido, retroceda em relação à situação anterior, ou seja, volta à fase vermelha.

Araraquara, Bauru e Presidente Prudente, que já estavam na fase vermelha, registram taxa de ocupação de UTI acima de 90% e também seguem em sinal de alerta.

As reclassificações das regiões do Plano São Paulo são sempre anunciadas em sextas-feiras, e passam a valer na segunda-feira seguinte.

Vermelho

No Plano São Paulo, a fase vermelha permite apenas o funcionamento de serviços essenciais. Assis estava na fase laranja, com a possibilidade de abertura de cinco setores. Agora, na fase vermelha, de alerta máxima a situação fica crítica. 

De acordo com a avaliação, houve um aumento nos casos de internação pela doença, e também de mortes.

O governo de São Paulo determinou a restrição de circulação das 23h às 5h em todo o Estado. A regra entra em vigor a partir desta sexta-feira (26) e valerá até o dia 14 de março. Anunciada na última quarta (24), a medida é complementar ao plano de flexibilização econômica e ocorre após o Estado registrar o maior número de pacientes com Covid-19 internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) desde o início da pandemia.

 

Confira abaixo o que é permitido em casa fase:

Fase 1, vermelha: alerta máximo, funcionamento permitido somente aos serviços essenciais
Fase 2, laranja: controle, possibilidade de aberturas com restrições
Fase 3, amarela: abertura de um número maior de setores
Fase 4, verde: abertura de um número maior de setores em relação à fase 3
Fase 5, azul: "Normal controlado" - todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene.

Municípios que voltam à fase vermelha, abrangidos pela DRS IX de Marília

ADAMANTINA
ÁLVARO DE CARVALHO
ALVINLÂNDIA
ARCO ÍRIS

ASSIS

BASTOS
BERNARDINO DE CAMPOS
BORÁ
CAMPOS NOVOS PAULISTA
CÂNDIDO MOTA
CANITAR
CHAVANTES
CRUZÁLIA
ECHAPORÃ
ESPÍRITO SANTO DO TURVO
FERNÃO
FLÓRIDA PAULISTA
FLORÍNIA
GÁLIA
GARÇA
GUAIMBÊ
GUARANTÃ
HERCULÂNDIA
IACRI
IBIRAREMA
INÚBIA PAULISTA
IPAUSSU
JÚLIO MESQUITA
LUCÉLIA
LUPÉRCIO
LUTÉCIA
MARACAÍ
MARIÁPOLIS
MARÍLIA
OCAUÇU
ÓLEO
ORIENTE
OSCAR BRESSANE
OSVALDO CRUZ
OURINHOS
PACAEMBU
PALMITAL
PARAGUAÇU PAULISTA
PARAPUÃ
PEDRINHAS PAULISTA
PLATINA
POMPÉIA
PRACINHA
QUEIROZ
QUINTANA
RIBEIRÃO DO SUL
RINÓPOLIS
SAGRES
SALMOURÃO
SALTO GRANDE
SANTA CRUZ DO RIO PARDO
SÃO PEDRO DO TURVO
TARUMÃ
TIMBURI
TUPÃ
UBIRAJARA
VERA CRUZ

 

Abordagem Notícias

 



Compartilhe: