NOTÍCIA

08/02/2019

Câmara define pauta da sessão de segunda, 11, e inclui o ‘caso Nilson Pavão’

Recentemente, Pavão mostrou total descontrole psicológico numa abordagem da PM. Há outras denúncias.


Câmara define pauta da sessão de segunda, 11, e inclui o ‘caso Nilson Pavão’

O presidente da Câmara Municipal de Assis, vereador Alexandre Cachorrão, definiu na quinta-feira, 07, a Pauta da Sessão Ordinária da próxima segunda-feira, 11 de fevereiro.

No primeiro expediente, serão lidas matérias diversas, debates e votação de proposituras. Logo após, será apresentada uma denúncia com pedido de abertura de CP – Comissão Processante a respeito do vereador Nilson Antônio da Silva (MDB), o “Pavão”, o terceiro mais votado nas eleições de 2016.

Recentemente, Pavão mostrou total descontrole psicológico numa abordagem da PM feita no cruzamento da avenida Nove de Julho com rua Gonçalves Dias, no centro da cidade.

De terno, ele subiu em seu veículo Fiat Linea, prata, e começou a pular sobre o capô e teto, além de quebrar e arrancar o limpador de parabrisas.

Sobre o barro, pulando várias vezes no teto, sob olhares e gravações de telefone celular feitas por um policial militar, ele afirmou que iria matar os vereadores Valmir Dionizio e Ernesto Nóbile, 1º Suplente da coligação PMDB/PPS/PRP/SD, que assumiu a vaga de vereador da 17ª Legislatura até enquanto perdurasse o afastamento de Pavão, licenciado para tratamento de saúde, já que foi comprovado ser ele dependente de substância química (álcool e drogas). Pavão se envolveu em outros episódios que ferem o decoro parlamentar.

Em 12 de novembro de 2018, na Câmara Municipal de Assis, o vereador Nilson Antônio da Silva, o "Nilson Pavão" (MDB) foi julgado por falta de decoro parlamentar. A denúncia foi apresentada pelo advogado e suplente de vereador Ernesto Benedito Nóbile.

 

O Legislativo local constituiu uma Comissão Processante composta pelo vereador Claudecir Rodrigues Martins, como presidente; vereador Luis Remo Contin, como relator; vereador João da Silva Filho, como membro.

 

o ex-catador de recicláveis virou alvo da CP por quebra de decoro parlamentar aprovada durante uma sessão ordinária, depois de ter sido flagrado com cocaína em seu carro.

 

Na ocasião, Pavão revelou ser usuário da droga, em discurso na tribuna, e pediu ajuda para tratar o vício: “Essa droga que acharam no carro não é minha. Eu uso drogas mesmo. Cheirar, eu cheiro, mas a droga que estava no carro não é minha”.

 

A decisão em manter o parlamentar no cargo, feita por votação dos vereadores, foi anunciada por volta das 2h30.  A defesa dele foi feita pelo advogado Rafael de Almeida Lima, que, de pronto, solicitou que a matéria fosse arquivada por falta da qualificação do cliente e de documentos do denunciante.

 

Para ter o mandato cassado seriam necessários dois terços dos votos dos vereadores, o que representa, pelo menos, 10 dos 15 votos. Foram escolhidos dez itens da denúncia e nenhuma delas teve o número necessário para a cassação. O vereador foi mantido no cargo com os votos de Eduardo de Camargo Neto, Célio Francisco Diniz, Roque Vinicius Teodoro Dias, Reinaldo Anacleto, André Gonçalves Gomes, Francisco de Assis da Silva e Alexandre Nicolyello Vêncio (que no item relacionado à dependência de uso de drogas foi favorável à cassação).

 

Segue a pauta!

 

Na Ordem do Dia, será apreciado o Projeto de Lei nº 127\2018, que institui o Fundo Municipal de Saneamento Ambiental e de Infraestrutura – FMSAI, do município de Assis, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento, Obras e Serviços destinado a apoiar e suportar ações de saneamento básico, ambiental e de infraestrutura no município.

 

As sessões têm início sempre às 18 horas e é transmitida, ao vivo, pela internet no site www.assis.sp.leg.br, pela TV Câmara Canal Digital 31,3 (com reprises durante a semana), pela TV Cabo Assis Canal 07 e Rádio FEMA FM 105,9.

 

Abordagem Notícias



Compartilhe: