NOTÍCIA

12/01/2018

Rapaz que matou namorada a facadas em Marília continua foragido

Jefferson Carlos da Silva, de 28 anos, indiciado por homicídio qualificado.


Rapaz que matou namorada a facadas em Marília continua foragido

O mototaxista Jefferson Carlos da Silva, de 28 anos, acusado de ter assassinado ontem (10) sua namorada, Elisabete Aparecida Ribeiro, de 37 anos, continua foragido.

Tanto a Polícia Militar quanto a Civil fazem buscas e investigam o paradeiro do rapaz que, antes de desaparecer, teria dado entender para sua mãe que pretendia tirar a própria vida.

A professora foi morta a facadas durante a manhã desta quarta-feira no apartamento onde morava, na zona Norte de Marília. Ela trabalhava em uma escola estadual e residia em um condomínio de prédios na rua Santos Dumont.

O crime foi descoberto pela família do assassino, que após ter matado a companheira foi até a casa da mãe, na Vila Altaneira, zona Leste da cidade. Ele chegou no imóvel sujo de sangue e com o rosto inteiro arranhado.

O suspeito teria dito para sua genitora que havia assassinado a mulher e que “nunca mais” ninguém ia vê-lo novamente.

Com a informação, a irmã de Silva, assustada, foi até o apartamento onde ele morava com a vítima. Ao chegar por lá, encontrou o imóvel fechado e acionou as viaturas.

A porta do apartamento foi arrombada e os policiais encontraram a mulher já sem vida no chão da sala com vários golpes de faca no pescoço.

Polícia Civil e perícia também estiveram no local. Os motivos do crime estão sendo apurados

 

Marília Notícias, por Leonardo Moreno.

Compartilhe: