NOTÍCIA

07/10/2017

Polícia Civil prende quadrilha de estelionatários em Palmital

Devido à complexidade do caso, a ocorrência veio para Assis, com investigação feita em Palmital.


Polícia Civil prende quadrilha de estelionatários em Palmital

Quatro homens residentes no Paraná foram presos em Palmital nesta sexta-feira, 06, pelos crimes de associação criminosa e estelionato. Eles praticavam golpes na internet e usavam agências bancárias da cidade para sacar dinheiro depositado em contas de “laranjas”. O flagrante contou com apoio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Assis, para onde a ocorrência foi encaminhada no início da tarde. Ontem, os trabalhos policiais estavam sendo realizados na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Assis. 
.
Segundo informações preliminares, a equipe da Delegacia de Palmital tinha conhecimento de que agências bancárias da cidade eram usadas para a realização de saques do dinheiro obtido nos golpes, mediante falsas vendas online, aplicados pela quadrilha do Paraná. Na manhã desta sexta-feira, a Polícia Civil conseguiu prender um dos estelionatários que havia sacado dinheiro obtido ilicitamente nos terminais de autoatendimento da Caixa, do Sicredi e do Santander, em quantia que é estimada em R$ 5 mil. 
.
Outros três comparsas, que estavam em um Citroën preto, com placas de Ribeirão do Pinhal (PR), foram presos no início da tarde na rua XV de Novembro. A ação da equipe da Polícia Civil de Palmital, comandada pelo delegado Marcelo Armstrong Nunes (responde temporariamente pela unidade durante as férias do delegado Giovani Bertinatti), chamou a atenção das pessoas que passavam pelo centro da cidade. O trabalho também teve apoio dos delegados Ricardo Nascimento e Marcel Okuma, da CPJ de Assis. 
.
Segundo Marcelo Nunes, a Polícia Civil tinha informação de que a quadrilha também agia no Paraná e ia constantemente para Palmital para fazer saques, mas os valores que eles levantaram com os golpes ainda deverão ser apurados. Até a tarde de ontem, conforme o chefe da Polícia Civil, havia duas vítimas identificadas, que residem em outros estados do país. 

Fonte - Jornal da Comarca.
 

Compartilhe: