Abordagem Notícias
SANTA CASA
ÓBITO • 05/06/2024

Morre Parracho, o pai do atletismo de Assis

Parracho estava internado na Santa Casa de Assis.

Morre Parracho, o pai do atletismo de Assis

É com grande pesar que Assis se despede de uma de suas figuras mais ilustradas e queridas. Morre aos 75 anos,  Edmo José de Carvalho, mais conhecido como Parracho, o pai do atletismo na cidade. Nascido em Santa Cruz do Rio Pardo em 21 de novembro de 1948, Parracho deixa um legado inestimável no campo do esporte e da inclusão. Ele não estava bem de saúde e se recuperava, em unidade hospitalar. 

Formado em Educação Física e pós-graduado em Didática, Parracho sempre esteve à frente de seu tempo. Filho de seu Toninho e dona Doroti, mudou-se ainda pequeno para Maracaí, onde iniciou seus estudos e cultivou a paixão pelos esportes. Foi em Maracaí que ele conheceu o amor de sua vida, Jacira, sua primeira namorada e esposa. Juntos, tivemos dois filhos, Emanuel e Elton. 

Em meados dos anos de 1963 e 1965, Parracho se mudou para Assis, cidade que considerava o seu lar. Seu pai, que foi prefeito de Maracaí na época, o incentivou a seguir uma carreira que unisse sua resistência física com seu talento intelectual. A visão do pai e o interesse de Parracho por diferentes áreas do conhecimento, como a Psicologia, moldaram um professor à frente do seu tempo. 

Parracho era conhecido por seu coração nobre, compromisso inabalável e espírito de pesquisador. Ele foi um pioneiro na criação de uma escola para crianças especiais, um projeto que trabalhou no Centro Social Urbano por muitos anos e fez uma diferença significativa na vida de inúmeras crianças e suas famílias. Graças ao seu trabalho dedicado, Assis recebeu um prêmio da UNICEF, um reconhecimento super merecido.

Seu impacto no atletismo e na educação especial de Assis é imensurável. Parracho não apenas formou atletas, mas também cidadãos conscientes e preparados para a vida. Sua dedicação ao esporte e à educação transformou vidas e deixou um legado que continuará a inspirar futuros

Assis lamenta profundamente a perda de Parracho e expressa suas condolências à família e amigos. Parracho, o pai do atletismo de Assis, deixa um vazio imenso, mas também um legado eterno de inspiração e transformação, que continuará a moldar e motivar futuras gerações a perseguirem seus sonhos com a mesma paixão e compromisso que ele sempre demonstrou. 

 

O velório é realizado na sala 02 do Centro Funerário São Vicente Prever. Haverá culto fúnebre às 15 horas e o sepultamento, em seguida. 

Fonte: redação - foto Luciana Targino




lena pilates
Pharmacia Antiga