Abordagem Notícias
Unifio
TRAGÉDIA • 28/07/2023

Assisense que trabalha em Palotina relata o caos após explosões em cooperativa

O acidente matou oito pessoas e deixou outras onze em estado grave.

Assisense que trabalha em Palotina relata o caos após explosões em cooperativa

A cidade de Palotina, no interior do Paraná, foi abalada por uma explosão ocorrida na Cooperativa C.Vale, na tarde de quarta-feira (26). O acidente, que teve como resultado a morte de oito pessoas e deixou outras onze feridas, ocorreu dentro de um silo que armazenava substâncias inflamáveis.

A solidariedade e a união são marcas fortes da comunidade, que busca se recuperar do abalo sofrido e superar essa difícil situação. Palotina tem pouco mais de 35 mil habitantes. 

O assisense, Thiago Gabriel Justino Policant, que trabalha com manutenção de silo, em outra unidade da cooperativa C. Vale, está em Palotina e foi ao local da tragédia na noite de quanta-feira. Ele relata que o cenário era o pior possível, com corpos debaixo dos escombros.

“O clima está bastante tenso por aqui e foi decretado luto de três dias. Foi uma fatalidade, já no final do expediente desses trabalhadores, sete haitianos, terceirizados, e um brasileiro. Houve duas explosões muito fortes, inclusive um amigo meu, hospedado num hotel que fica a uns seis quilômetros do local, escutou os estrondos. As casas próximas à cooperativa tiveram os vidros das janelas estilhaçados”, contou ao site Abordagem.  

O acidente teve como resultado a morte de oito pessoas e deixou outras 11 feridas, as quais foram encaminhadas para hospitais da região, sendo que nove estão em estado grave, de acordo com a Secretaria Estado de Saúde (Sesa).

A explosão causou um grande impacto na região, com relatos de moradores próximos que ouviram o estrondo e sentiram a onda de choque no momento do acidente. O barulho foi ouvido a quilômetros de distância, chamando a atenção das pessoas que, imediatamente, se dirigiram ao local para prestar ajuda às vítimas.

A Cooperativa C.Vale é uma importante unidade de produção agrícola da região, responsável pelo armazenamento e comercialização de grãos. O acidente ocorreu em um momento de alta movimentação, visto que muitos produtores rurais estavam entregando suas safras, o que pode ter contribuído para o número expressivo de pessoas presentes no local no momento da explosão.

As autoridades estão empenhadas em esclarecer as circunstâncias que levaram ao acidente, buscando identificar responsabilidades e garantir que medidas preventivas sejam adotadas para evitar tragédias como essa no futuro. As investigações ocorrerão em conjunto com órgãos competentes e especialistas em segurança no trabalho.

As vítimas: 

Donald ST Cyr – 24 anos (haitiano);
Jena Ronald Calix – 27 anos (haitiano);
Jean Michee Joseph – 29 anos (haitiano);
Reginaldo Gegrard – 30 anos (haitiano);
Michelet Louis – 41 anos (haitiano);
Eugênio Metelus – 53 anos (haitiano);
Saulo da Rocha Batista – 53 anos (brasileiro);
Wicken Celestin – 55 anos (haitiano).

 

Fonte: Redação - fotos divulgação em redes sociais




lena pilates
Pharmacia Antiga