NOTÍCIA

08/02/2022

Como evitar golpes e fraudes relacionados ao IPVA 2022

Os golpistas sempre se aproveitam dos fatos mais debatido no momento.


Como evitar golpes e fraudes relacionados ao IPVA 2022

Atualmente estão circulando nos meios digitais diversas iscas para aplicação desses golpes, com destaque para os boletos falsos, enviados via Internet, WhatsApp, SMS e sites falsos. Esses emitem guias de pagamento do IPVA, geralmente com descontos, para enganar os contribuintes.
 

Além dessa ação, outra que ocorre com frequência é em relação a existência de sites que simulam a aparência da página das secretarias da fazenda, com o objetivo de colher as informações dos proprietários de veículos, para outra finalidade. A prática, conhecida como Phishing, que é uma tentativa de fraude eletrônica caracterizada para adquirir senhas, dados financeiros, número de cartões de crédito e outros dados pessoais.
 

Ou seja, além de já sofrer com os valores do IPVA, o contribuinte tem que ter atenção extra para não cair em golpes, que geralmente se aproveita da vontade de economizar e ter ‘alternativas’, nesse momento. Para combater essa situação, muitas secretarias dos estados estão fazendo campanhas de alerta aos contribuintes, para que consultem somente os canais oficiais para a obtenção de informações sobre o seu IPVA.
 

Essa informação geralmente se encontra no site do governo do estado que o automóvel está registrado, na página do IPVA destes órgãos e na rede bancária credenciada.
 

Assim, a consulta deve ser realizada nos terminais de autoatendimento, pela Internet ou diretamente nas agências, bastando o número do RENAVAM do veículo. Importante esclarecer que o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran﹒SP) não é responsável pelo recolhimento do IPVA e não fornece essas informações.
 

Em São Paulo a Procuradoria Geral do Estado (PGE), divulgou um alerta para avisar a população sobre um golpe do desconto do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Os criminosos, se passando pela PGE, oferecem serviços e boletos para as vítimas.
 

Com sites falsos, eles emitem guias de pagamento do IPVA com desconto e enganam os contribuintes. Segundo a PGE, não há contato por parte da entidade com pessoas físicas ou jurídicas oferecendo descontos.
 

Em se tratando de e-mails recebidos com links para a emissão das guias, a regra é apagar a mensagem sem clicar em nada. Em seguida, acesse a página da Secretaria da Fazenda do seu Estado e siga as orientações descritas lá.
 

Lembrando que atualmente existem estados que enviam correspondência física, com as guias para pagamento e outros não. São quinze Estados que não enviam qualquer boleto para pagamento de IPVA. Outros onze estados e o Distrito Federal enviam boletos de pagamento pelos Correios.
 

No caso de recebimento em casa do boleto para pagamento do IPVA, fica o alerta de que é preciso ficar atento e checar os dados do boleto, é que golpistas podem enviar um documento similar tendo alterado o código de barras.
 

Enfim, é importante ficar muito atento ao IPVA, pois, caso caia em um golpe deste o dinheiro que iria para as contas do governo vai parar na conta de algum estelionatário e a pessoa continua com a dívida do IPVA e pode ter o seu veículo apreendido pelo DETRAN. Todo cuidado é pouco!
 

Afonso Morais, sócio fundador e CEO da Morais Advogados Associados e Especialista em Recuperação de Crédito e Fraudes Digitais

 


Compartilhe: