NOTÍCIA

14/09/2021

Pesquisa sinaliza tendência de recuperação para o mercado de eventos

Os resultados da pesquisa demonstram que o mercado pode ter uma recuperação muito rápida.


Pesquisa sinaliza tendência de recuperação para o mercado de eventos

 

Desde que a pandemia de Covid-19 iniciou, o setor de eventos foi um dos mais impactados negativamente. Conforme estudo do início de 2021, realizado pela Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape), mais de 350 mil eventos foram adiados em 2020, causando um prejuízo em faturamento próximo aos R$ 90 bilhões, e fazendo com que um terço dos negócios fechassem suas portas. Dados alarmantes, já que o segmento é responsável por 13% do PIB brasileiro.

Desde o início da pandemia, a MeEventos — uma startup de tecnologia do setor de eventos que disponibiliza uma ferramenta de gestão em nuvem — vem acompanhando o mercado e o volume de solicitações de orçamentos nas empresas que fazem parte de seu ecossistema.

Os resultados da pesquisa demonstram que o mercado pode ter uma recuperação muito rápida. Essa constatação surgiu após análise dos números gerados pelos mais de 1.500 usuários da plataforma. “Eu acredito que o mercado está reprimido, existem muitas pessoas e empresas aguardando o momento ideal para realizar seus eventos”, afirma o CEO da MeEventos, Tiago Ferreira.

Sem analisar nichos específicos — tais como buffets, espaços de eventos ou empresas de entretenimento —, percebeu-se que todas as vezes em que o governo flexibilizou as restrições da pandemia e sinalizou uma volta gradual à “normalidade”, ao longo dos últimos meses, houve picos de pessoas procurando por serviços.

Análise dos dados obtidos entre janeiro e agosto de 2021

Ao observar o início de 2021 até o final de agosto, conforme a startup, nota-se que os níveis se mantiveram os mesmos entre janeiro e maio. A partir daí, até junho, registrou-se um crescimento de 20% na procura por serviços de eventos. Após julho, quando houve uma flexibilização maior no Brasil, a procura por produtos e serviços relacionados à realização de eventos cresceu mais de 80%, próximo aos mesmos níveis de 2019.

Para constatar de uma forma simples e online esses dados é possível utilizar o Google Trends. Por exemplo, o termo de pesquisa “buffet”, entre maio/2021 até o final de agosto/2021, mais que dobrou em volume de pesquisa.

“Vejo que é o momento ideal para empresas de eventos investirem em marketing, pois cada vez mais os clientes estão em busca de realizar seus eventos, sejam eles um casamento, uma festa de debutante ou um evento corporativo, que por sinal muitas empresas já estão alinhando em planejamento, para reunir suas equipes e conversar sobre os aprendizados durante a pandemia”, pontua Ferreira.

Segundo dados da Opinion Box, 76% dos usuários brasileiros se comunicam com marcas e empresas pelo WhatsApp. Isso significa que a pandemia acelerou o uso da tecnologia, as pessoas estão cada vez mais pedindo para as empresas encaminharem orçamentos pelo aplicativo de mensagens, e o rápido retorno nesse momento é sempre um diferencial. 

“Para eventos sociais como casamentos e aniversários, quando você pergunta aos clientes como gostariam de receber a proposta, mais de 90% respondem que preferem receber por WhatsApp. O mesmo não acontece para eventos corporativos, já que a maioria ainda solicita o encaminhamento por e-mail”, afirma o CEO da MeEventos.

Site: https://meeventos.com.br/ 

 


Compartilhe: