NOTÍCIA

21/05/2020

Agricultores de Assis e região amargam prejuízos milionários por quebra de cerealista

A cerealista tem três silos na região.


Agricultores de Assis e região amargam prejuízos milionários por quebra de cerealista

Pelo menos 40 agricultores estão reunidos desde o final da tarde de terça-feira, 19, em frente ao silo da Agro BM – Glória a Deus, unidade de Anhumas-SP, querendo uma satisfação sobre o “sumiço” de suas produções e consequente ausência de pagamento da safra.

O dono, Edvaldo, mais conhecido por “Bira da BM” está atendendo a todos, com senhas, no entanto não estaria conseguindo explicar o que de fato aconteceu, e, segundo agricultores, aplica a máxima do “devo, não nego, pago quando puder”, numa proposta similar a de alguns empresários do mesmo segmento, que quebraram e deixaram diversos produtores rurais no prejuízo. 

A empresa BM tem três unidades de armazenamento de grãos no estado de São Paulo, sendo em Anhumas, Assis (perto do Aeroporto) e Paraguaçu Paulista (perto do Posto São Mateus).

Bira, proprietário da BM, comprou a produção de agricultores, a maioria deles pequenos, e não os pagou até o momento.

Uma grande empresa do segmento do agronegócio, também estocou nos silos da BM, e, segundo apurado extraoficialmente, só ela teria um prejuízo de R$ 28 milhões. Somando o estoque de todos os agricultores, o prejuízo beira, ou ultrapassa, R$ 50 milhões.

A reportagem tentou falar com o dono da empresa, pelo celular dele, mas a chamada cai na caixa postal. Também tentou falar com um dos funcionários, mas não obteve resposta. Fica em aberto o espaço para manifestação, caso julguem necessário.

Produtores rurais são atendidos por senha, um de cada vez.

 

Redação Abordagem

Fotos divulgação

 

 

 

 

 

 



Compartilhe: