NOTÍCIA

07/11/2018

Jovem que atropelou idosa é condenado em Assis

O acidente ocorreu na noite de 26 de agosto de 2017.


Jovem que atropelou idosa é condenado em Assis

No dia 26 de agosto de 2017, uma senhora foi atropelada por um Ford Focus, branco, quanto atravessava a faixa de pedestre na avenida Dom Antônio, em Assis.  Aracy Correia Cirino, de 71 anos, morreu na hora.

No final do mês de outubro desse ano, o autor do atropelamento, O. H. de S., de 26 anos, foi julgado em audiência ocorrida no Fórum da Comarca de Assis e condenado, em primeira instância, a três anos de detenção, em regime aberto, substituída a pena por prestações de serviços e pecuniária em favor dos herdeiros no valor de 30 salários mínimos, conforme permite o Código Penal. Ele poderá recorrer em liberdade.

Aracy Correia Cirino morava sozinha em uma casa na rua Piratininga. O atropelamento ocorreu especificamente no cruzamento da avenida Dom Antônio e rua Piratininga, numa noite de sábado, quando ela estava a caminho da igreja.  Na ocasião, o motorista fugiu sem prestar socorro.

No momento do acidente a mulher não portava qualquer documento, o que dificultou muito sua identificação. Nas redes sociais, pessoas sensibilizadas com o ocorrido compartilharam informações sobre as características dela. Vizinhos de Aracy, sabendo do acidente, perceberam sua ausência e comunicaram a polícia. Com o corpo havia uma chave, que abriu a casa, confirmando a identidade.

Três dias após o acidente o rapaz se apresentou ao delegado Luiz Antônio Ramão, que determinou a apreensão do veículo. O. H. de S., morador em Assis, declarou em inquérito que não parou no local do atropelamento porque estava com os documentos do carro vencidos.

O veículo teve o canto inferior esquerdo do parabrisas quebrado e dois amassamentos no capô. Foto Abordagem

 

 

Redação Abordagem

 



Compartilhe: