NOTÍCIA

04/10/2018

Policial é julgado nesta quinta-feira (4) pelo assassinato da ex-mulher, em Ourinhos

Um julgamento já havia sido marcado em junho de 2018, porém, o advogado de defesa faltou.


Policial é julgado nesta quinta-feira (4) pelo assassinato da ex-mulher, em Ourinhos

O policial militar aposentado, Wellington Aparecido da Silva, acusado de assassinar a ex-mulher Joseane Cristina Calistro, no dia 12 de agosto de 2017, vai a juri popular na quinta-feira (4) no Fórum de Ourinhos.

O réu é acusado de homicídio triplamente qualificado, já que é apontado como o autor de três tiros desferidos contra a vítima que chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Um julgamento já havia sido marcado em junho de 2018, porém, o advogado de defesa faltou e uma nova data teve de ser agendada.

Joseane era muito conhecida na cidade, assim como o acusado e o crime causou grande comoção junto a população ourinhense, que hoje aguarda que a justiça seja feita.

De acordo com a polícia, a mulher voltava de um bar na Vila São Luiz de carro com um amigo quando o ex-companheiro começou a segui-la no trajeto. Weliton  emparelhou o veículo com o carro de Josiane Calistro e obrigou a vítima a abaixar o vidro.

No meio da discussão, o policial aposentado disparou três vezes contra a ex-mulher e um dos disparos atingiu a cabeça da vítima. Apesar de baleada, a mulher dirigiu por alguns metros quando perdeu o controle do carro e bateu em um poste. O passageiro que estava no carro da vítima não ficou ferido.

Segundo a família, o casal ficou junto por quatro anos até a separação em março de 2017. O ex-policial não teria aceitado o fim do relacionamento, acreditam os familiares.

Ainda de acordo com a polícia, a ex-mulher já havia denunciado o suspeito por ameaça por diversas vezes.

 

Abordagem Notícias, com informações de sites de Ourinhos.

Foto Facebook



Compartilhe: