Abordagem Notícias
CELULAR
POLÍCIA • 12/02/2024

Menino de 5 anos é encontrado morto em Marília; adolescente de 14 anos é suspeita

O corpo foi encontrado neste 12/02, com sinais de violência.

Menino de 5 anos é encontrado morto em Marília; adolescente de 14 anos é suspeita

Na madrugada desta segunda-feira (12), o corpo de Lorenzo Nunes, de apenas 5 anos, foi localizado em Lácio, distrito de Marília (SP), após a família ter registrado seu desaparecimento, no dia anterior. O garoto foi encontrado sem vida, apresentando sinais de violência, como pedras e pauladas. 

O pequeno foi dado como desaparecido durante a tarde, levando seus familiares a lançarem uma intensa mobilização nas redes sociais em busca do garoto. 

O menino estava brincando na praça em frente à sua casa, na Avenida Brasil, por volta das 18h de domingo, quando a adolescente se aproximou dele e o levou para longe. Uma testemunha viu os dois caminhando juntos e avisou a família do menino, que ficou desesperada.

Os moradores de Lácio se mobilizaram para procurar Lorenzo, que era muito querido na comunidade. Eles vasculharam o distrito e a região, inclusive Vera Cruz, onde a  suspeita poderia ter ido para curtir o carnaval.

Depois de horas de angústia, o corpo do menino foi encontrado em um pasto, próximo à linha férrea, no começo da madrugada. Ele estava caído de bruços, com ferimentos na cabeça causados por pedradas ou pauladas.

As autoridades policiais identificaram a principal suspeita, vista pela última vez com Lorenzo.Segundo relatos à polícia, a menor teria confessado a outros adolescentes ter cometido o crime, deixando o corpo da criança em um pasto próximo a uma estrada de terra na zona rural do município. Um outro adolescente também está sob investigação por possível envolvimento no ocorrido.

 

O corpo da criança foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e liberado em seguida. O velório está marcado para começar às 11h30 no Velório Municipal de Marília, com o sepultamento programado para as 16h30 desta segunda-feira.

A adolescente foi encaminhada à Fundação Centro de Atendimento Socio Educativo ao Adolescente (Casa), enquanto a Polícia Civil continua investigando o caso para esclarecer todos os detalhes desta trágica ocorrência, incluindo o que teria motivado tamanha crueldade. 

Fonte: Abordagem - fotos redes sociais