Abordagem Notícias
DOM CUMPIM
ASSIS E REGIÃO • 15/01/2024

Ator que integra o elenco de “Mamonas Assassinas - O Filme” estará em Assis nesta segunda-feira

Em Assis, o filme continuará em cartaz até o dia 17, com sessão às 19 horas.

Ator que integra o elenco de “Mamonas Assassinas - O Filme” estará em Assis nesta segunda-feira

O ator, Pedro Abranches, natural de Palmital, estará em Assis e região nesta segunda-feira para a divulgação do longa “Mamonas Assassinas – O Filme”, que está em cartaz nos cinemas desde o seu lançamento, em 28 de dezembro.

Pedro interpreta Juliano, pai do tecladista Júlio Rasec e conta um pouco sobre a sua trajetória e participação no filme que já atraiu milhares de espectadores em todo o Brasil.

“Foi muito emocionante fazer este papel; eu acompanhei a rápida trajetória dos Mamonas; me lembro do dia que aconteceu o acidente; lembro da minha mãe me acordando para contar o que tinha acontecido; é uma lembrança do Mamonas e da minha mãe que não está mais aqui; então foi maravilhoso participar e com certeza será mais uma vitrine para a minha carreira”, diz.

“Tenho maior orgulho de ser do interior; nasci em Palmital; minha família sempre foi de lá; sou artista desde muito criança; fazia poesias, contava para minha mãe e acho que ela morreu sem acreditar que era eu que fazia; participava de movimentos culturais da cidade; não sou músico, mas toco alguns instrumentos também; me formei em Psicologia na Unesp de Assis, mas sempre fui um artista; me mudei para São Paulo, retornei para o interior e há 10 anos estou em São Paulo novamente; eu era um ator amador, mas estudei três anos e meio para tirar meu DRT, registro profissional e não parei mais”, relata.

De acordo com o ator, o filme já é um grande sucesso. “Assistam; é muito emocionante; vocês vão rir, chorar e cantar muito; no filme não mostra nada do acidente; conta toda história do início e depois do estrelato; o pessoal assiste o filme cantando as músicas; só de lembrar fico muito emocionado; é muito bonito; estarei em Assis e região para convidar o pessoal para assistir; vou atender ao público nesta segunda-feira, na sessão das 19 horas, no cinema do Assis Plaza Shopping; estou esperando por vcs”, comenta.

Segundo Pedro, aconteceram algumas coisas sobrenaturais no set de gravação do filme. “Isso outros atores e atrizes já falaram na imprensa; é muito forte; algumas pessoas podem dizer que é coincidência, outras que tem uma energia e alguns podem fazer uma leitura mais espiritual; foram várias coisas; a Brasília amarela original estava lá; as famílias ajudaram muito cedendo os figurinos e muitos objetos que eram usados no palco, então teve uma presença muito forte deles no set”, lembra.

“Teve uma que eu presenciei; estávamos para gravar um show icônico que eles fizeram em um ginásio em Guarulhos; antes do sucesso Mamonas, eles eram a banda Utopia e quando pediram para fazer um show lá, foram desprezados, humilhados, isto está no filme; depois que conquistaram o estrelato com o Mamonas as portas se abriram e quando eles vão fazer este show icônico, todo mundo esperando o Mamonas, eles entram primeiro com a banda Utopia; um show histórico, emocionante, porque o Dinho faz um discurso emocionadíssimo, maravilhoso, colocando pra fora tudo o que passaram e como as coisas tinham mudado; que as pessoas que desprezavam estavam agora tentando de toda maneira associar o nome a eles”, recorda.

“Neste set de gravação representando o ginásio, tinha o palco, a plateia e logo ao lado um estacionamento grande onde estava a Brasília amarela original; eu estava nesta cena; estava tudo pronto pra gravar a cena, porque demora demais, figurino, maquiagem, toda parte de produção, elétrica, enfim tudo muito demorado, mas na hora que chegou a hora, entramos no set e no momento da cena, do nada, veio uma tempestade enorme”, conta.

Pedro diz que a chuva inviabilizou a gravação naquele momento “O céu estava limpo e, do nada, veio uma chuva transversal; todo mundo se assustou; os meninos da banda cantam e tocam de verdade e começou a molhar os equipamentos; acabou a energia elétrica de todo o set e somente uma luz que estava em cima da Brasília amarela ficou acesa e piscando; todo mundo ficou abismado; do mesmo jeito que a tempestade veio, ela foi embora e depois disso fizemos a cena; todo mundo saiu do set meio abobalhado; já tinha acontecido coisas antes, mas essa eu presenciei e realmente leva a gente a pensar muitas coisas”, finaliza.

 

Pedro atenderá ao público nesta segunda-feira, na sessão das 19 horas, no cinema do Assis Plaza Shopping

Atores que interpretam a família Barbosa Rasec (Pedro, o do meio, faz o papel do pai do tecladista)

 

Fonte: Redação - Fotos: divulgação




lena pilates
Pharmacia Antiga