NOTÍCIA

23/04/2021

‘Cliente’ entra em loja de Assis para comprar iphones, anuncia assalto e atira

O ousado roubo ocorreu depois das 18 horas de quinta-feira, 22, na Rua Rangel Pestana.


‘Cliente’ entra em loja de Assis para comprar iphones, anuncia assalto e atira

No final da tarde de quinta-feira, 22 de abril, um homem armado rendeu pai e filho – respectivamente Fabio Manfio e Marcelo Manfio, dentro da loja “IOS Apple Products”, da qual são proprietários. Dois tiros de arma de fogo foram disparados, dentro e fora do estabelecimento localizado na Rua Rangel Pestana, em Assis. Ninguém foi atingido e o criminoso saiu da loja levando quatro celulares, sendo três lacrados, e um pertencente a Fabio, deixando um prejuízo estimado em R$ 17 mil. O assaltante, que aparenta ter em torno de 40 anos de idade, agiu sozinho e muito estrategicamente.

Marcelo conta que, durante todo o dia, manteve contato com um suposto cliente, na verdade o assaltante, que se mostrou interessado em adquirir um iphone 12 Pro Max. A história contada pelo criminoso, que dizia morar em Garça-SP, era que sua namorada faria aniversário nesta sexta-feira, ele lhe daria um celular, e também queria para si o mesmo modelo; ou seja, um dos mais caros celulares da Apple.  

A história teve um enredo bem elaborado, mas com algumas falhas que causaram a desconfiança dos empresários, como por exemplo, que o cliente queria o último lançamento da Apple, porém sem conhecer nada sobre o celular.

Foi agendada a ida do homem à loja, depois das 18 horas, e ele compareceu, com máscara facial e boné. No local, além dos proprietários estava um cliente, o que de certa forma atrapalhou temporariamente o assaltante, que julgou que estaria sozinho com Marcelo. Ele passou a fazer muitas perguntas, "enrolando" até a saída dessa pessoa. 


Enquanto isso não acontecia, o pai mostrava os modelos, e o filho, na mesa ao lado, complementava as explicações, falando sobre cores, capacidade de armazenamento e outras especificações dos aparelhos, sendo que, do 12 Pro Max, naquele momento só havia na loja uma unidade, mas poderia ser encomendado outra.  Ficou acertado que então ele levaria um iphones 12 e dois iphones 11.

Em pouco minutos da saída do verdadeiro cliente da loja, o suposto comprador fez que iria pegar a carteira no bolso, levantou da cadeira e já sacou a arma - um revólver de cano longo, e talvez pelo manuseio e nervosismo, houve um disparo acidental, em linha reta, que atingiu a mesa.

O criminoso anunciou o assalto, apontou a arma para Marcelo, e pediu que os celulares fossem colocados em uma sacola, levando consigo dois iphones 11, de 64 e 128 gigas; um iphone 12 Max Pro.

 

Na saída da loja, houve um segundo disparo (foto acima), que também não atingiu ninguém. O celular pertencente a Fabio foi levado e abandonado nas proximidades, muito provavelmente porque o ladrão sabia que poderia ser rastreado. 

A Polícia Militar foi acionada e não localizou o assaltante. Conforme apurado por pai e filho, não havia nenhum veículo estacionado perto da loja.

Foi elaborado boletim de ocorrência no plantão da Central de Polícia Judiciária de Assis. O caso será investigado pela Polícia Civil.

 

Redação Abordagem

Fotos cedidas por Marcelo

 

 



Compartilhe: