NOTÍCIA

01/04/2021

João, Pedro, ou Judas. Quem é você?

Quais destes personagens te representa hoje? Quem você está sendo na igreja?


João, Pedro, ou Judas. Quem é você?

O evangelho de hoje conta que na quinta-feira santa, quando todos já estavam reunidos, Jesus ficou profundamente comovido porque Ele sabia que a hora da paixão se aproximava e sabia o que se passava no coração de cada um dos seus.

Jesus sabia exatamente que Judas o trairia naquele dia e sabia que Pedro o negaria por três vezes. Jesus também sabia que João seria o único dos doze que permaneceria junto a Ele até o último momento. (Jo 13, 21-38)

Aqui nesta importante passagem temos três personagens diante de nós. Judas que apesar de estar no meio deles, era um traidor que não acreditava nas palavras de Jesus; Pedro, que amava Jesus, mas que ainda era fraco em sua fé e o negou, e; João que estava reclinado no peito de Jesus e ficou com Ele até o fim.

Quais destes personagens te representa hoje? Quem você está sendo na igreja?

O Cardeal Robert Sarah nos diz que a igreja atravessa um período tenebroso, porque o espírito de Judas está presente em nosso meio. Quantas pessoas escutam a palavra, mas não creem. Quantas pessoas estão escolhendo na bíblia e nos ensinamentos da igreja apenas o que lhe convém? Até mesmo padres e bispos deixaram de pregar o evangelho e se curvaram ao que o mundo nos apresenta. Estão infiltrados no meio da igreja levando pessoas ao inferno.

Mas talvez o seu pecado não seja o de Judas. Talvez seja o de Pedro. Será que em seu círculo de convivência você se cala ou nega Jesus e seus ensinamentos? Quando alguém defendo claramente imoralidades e perversões você se cala? Você escolher ser bem visto na sociedade? Mas quando escolhemos a sociedade estamos rejeitando a Deus.

Ou você está firme em Jesus? Diante de tudo que o mundo te apresenta você permanece firme em Jesus? Você busca cada dia mais morrer para os seus pecados e abraçar a cruz de Cristo, assim como fez João?

Abandonemos o espírito traidor de Judas e o medo de Pedro. É hora de sermos discípulos fiéis como João. É preciso amar mais a Deus do que nossos pecados. Amém.

 

Por Matheus Zelanti 

Fonte Diocese Assis



Compartilhe: