NOTÍCIA

18/10/2020

Delegado de Polícia Civil de Marília infarta e morre

Valdir Tramontini começaria suas férias em uma semana.


Delegado de Polícia Civil de Marília infarta e morre

As prefeituras de Marília e Garça divulgaram na noite de sábado, 17, notas de pesar pela morte do delegado de polícia Valdir Tramontini, aos 56 anos. Ele respondia pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Marília, e morreu em Garça, onde morava. 

 

Tramontini estava em sua residência quando sofreu o infarto. Ele chegou a ser levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Garça,  mas morreu durante o atendimento médico.

Segundo informações, o Corpo de Bombeiros recebeu um chamado, por volta das 19 horas, e a equipe levou o delegado para a UPA, 15 minutos depois, após manobras de reanimação. 

Tramontini atuou como delegado por mais de 15 anos em Garça, onde também foi diretor da cadeia pública, e assumiu a chefia da DIG de Marília em 2016.

Ele estava em processo de afastamento para férias, após sobrecarga de trabalho na delegacia. O período de descanso começaria na próxima semana. 

O delegado foi responsável por elucidações de casos de repercussão nacional, como o assassinato de um estudante e de uma jovem, morta na porta de sua casa. Esclareceu, ainda, o assassinato de Marcelle Brandino, transexual morta em um motel, em dezembro do ano passado. 

Casado, deixa a esposa Lilian e dois filhos, Michel e Thais. 

 

 

Redação Abordagem



Compartilhe: