NOTÍCIA

04/06/2019

Meio Ambiente de Paraguaçu arrecada 1.500 litros de óleo sujo

Foram 400 a mais que no mês anterior.


Meio Ambiente de Paraguaçu arrecada 1.500 litros de óleo sujo

A iniciativa é para conscientizar a população sobre os riscos de contaminação quando o óleo usado é descartado na rede de esgoto.

 

O Departamento de Agricultura e Meio Ambiente de Paraguaçu Paulista, por meio do Centro de Educação Ambiental, arrecadou 1.546 litros de óleo sujo na última campanha de troca de óleo de cozinha usado por óleo limpo, realizada no dia 29 de maio. Houve um avanço significativo de mais 424 litros de óleo sujo que não foram jogados no meio ambiente, pois em abril foram arrecadados 1.121 litros de óleo de cozinha usado.

A iniciativa, realizada pelo Departamento Agricultura e Meio Ambiente, é para conscientizar a população sobre os riscos de contaminação quando o óleo usado é descartado na rede de esgoto. Como acontece em toda última quarta-feira do mês, a próxima será no dia 26 de junho.
Para incentivar os moradores de Paraguaçu Paulista a participarem da campanha, o Departamento de Agricultura e Meio Ambiente realiza o sorteio de um brinde todos os meses. Em maio, a sorteada foi Vanessa Moraes Fernandes que ganhou uma panela elétrica de arroz, conforme a informação da bióloga e coordenadora do CEA – Centro de Educação Ambiental de Paraguaçu Paulista, Ana Flávia Vieira Lima.

Próxima troca: 26 de junho

Programa-se! A próxima troca de óleo sujo por óleo novo será no dia 26 de junho, última quarta-feira do mês. Os cidadãos que tiverem interesse em participar do programa, deverão juntar duas garrafas pet com dois litros de óleo de cozinha usado em cada garrafa, e levar na antiga Ceagesp (à Rua Alameda Porto, 209, no Jardim Panambi) onde trocarão por uma garrafa de 900ml de óleo novo. A troca de óleo usado acontece das 7 às 11 horas e no período da tarde das 13 às 17 horas.

Ao ser despejado na pia ou no vaso sanitário, o óleo usado passa pelos canos da rede de esgoto e fica retido em forma de gordura. Isso é ruim porque atrai pragas que podem causar várias doenças, tais como leptospirose, febre tifoide, cólera, salmonelose, hepatites, esquistossomose, amebíase e giardíase. Essas doenças podem ser transmitidas para humanos e animais.

 

A partir da esquerda, Audinéia Segateli, do Centro de Educação Ambiental de Paraguaçu, entrega o brinde para a sorteada do mês Vanessa Moraes Fernandes, que ganhou uma panela elétrica de arroz (Foto: CEA/Cedidas)

 

Assessoria de Comunicação da Prefeitura – Silvana Paiva



Compartilhe: