NOTÍCIA

12/03/2019

Jovem encontrada morta em rio após carro cair de ponte estava grávida

Outras mulheres morreram presas às ferragens, no fundo do rio.


Jovem encontrada morta em rio após carro cair de ponte estava grávida

Carro foi retirado do rio com ajuda de um barco em Pongaí (SP) — Foto: J. Serafim/Arquivo Pessoal

A jovem Aiumi da Silva de Oliveira, de 21 anos, que foi achada morta no Rio Tietê após se envolver em um acidente em que o carro caiu da ponte Porto Ferrão, entre Borborema e Pongaí (SP), estava grávida, segundo a Polícia Civil.

O acidente foi na rodovia Doutor Mário Gentil (SP-333), na manhã deste domingo (10). O carro foi encontrado a uma profundidade de 15 metros e foi tirado de dentro do rio com ajuda de um barco.

Além de Aiumi, outras duas mulheres foram encontradas dentro do carro presas às ferragens e identificadas como mãe e filha. A motorista Rosa Maria Gomes Belarmino, de 59 anos, e a filha Solianne Gomes Belarmino, de 32, estavam no banco da frente.

O velório das três vítimas será no Velório Municipal de Serrana, onde Rosa e Aiumi moravam. O enterro será às 9h desta terça-feira (12) no Cemitério Municipal.

Acidente

Dois veículos se envolveram em um acidente na Rodovia Doutor Mário Gentil (SP-333) na manhã de domingo (10), de Borborema a Pongaí (SP).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, um dos carros caiu da ponte Porto Ferrão, no Rio Tietê. A batida aconteceu no quilômetro 232 da rodovia.

O carro atingido rodou e parou na pista. Como a proteção da ponte ficou aberta, foram colocados cones para sinalizar o local.

Segundo os bombeiros, a profundidade do rio chega a 25 metros no trecho onde aconteceu o acidente.

De acordo com o motorista do outro carro envolvido no acidente, ele reduziu a velocidade por conta de um trator que transportava uma colheitadeira. Neste momento, o outro veículo teria vindo em alta velocidade e batido na traseira.

O motorista do carro atingido estava com a esposa e seguiam para Pirajuí.

“Tinha um trator na frente carregando uma colhedeira a 20 quilômetros por hora na pista. A hora que eu olhei o carro atrás em velocidade alta, segurei no volante e só escutei a pancada. Ele me jogou para o lado esquerdo. Sorte que não vinha nenhum caminhão”, lembra o vigilante José Roberto Maiorchini.

A Polícia Rodoviária não identificou o dono e nem a máquina agrícola, mas acredita que o acidente foi motivado porque o carro estaria em alta velocidade.

“Aproximadamente tem 40 metros de frenagem, por isso estava em alta velocidade”, explica o cabo Alexandre Castelani.

A concessionária informou que o limite de velocidade na ponte é de 60 quilômetros por hora. Também informou que não há informação sobre circulação de colheitadeiras no trecho. A Entrevias diz que sempre é notificada para programar o deslocamento desse tipo de veículo.

A gestante foi localizada no rio, fora do carro - Foto Facebook

Os corpos de mãe e filha foram encontrados em carro que caiu no rio em Pongaí — Foto: Arquivo Pessoal

 

FONTE G1

 



Compartilhe: