Abordagem Notícias
SANTA CASA
GERAL • 01/05/2024

Em quatro meses, Energisa contabiliza 43 batidas contra postes na região

Dados da concessionária apontam que acidentes causaram danos à rede elétrica

Em quatro meses, Energisa contabiliza 43 batidas contra postes na região

Nos quatro primeiros meses deste ano, a Energisa Sul-Sudeste já registrou 43 batidas contra postes na região. Os números correspondem a acidentes que causaram danos a estruturas da rede elétrica tanto nas áreas urbanas, quanto nas rurais dos 27 municípios atendidos pela Energisa nas regiões de Assis e Tupã.

  Os números preocupam e ascendem as discussões sobre a segurança no trânsito, principalmente no mês do Movimento Maio Amarelo, em que a direção defensiva para um trânsito mais seguro é abordada com maior frequência.

“Como distribuidora de energia, a Energisa se preocupa não apenas com os danos que essas colisões causam ao sistema elétrico, mas com a segurança das pessoas”, afirma Alessandro Gomes Martins, gerente de Construção e Manutenção da Energisa Sul-Sudeste.

Em números, os 43 acidentes desses primeiros meses representam 33% dos 128 registrados no ano passado na região. Nessas ocorrências carros, caminhões e até maquinários agrícolas atingiram postes e ainda danificaram cabos, equipamentos e demais estruturas da rede, impactando o fornecimento de energia para clientes das proximidades. Neste ano, 10 mil clientes tiveram a energia interrompida temporariamente em decorrência de batidas contra postes.

“Houve situações em que uma colisão causou danos a mais de um poste. E, ainda que o impacto da batida não interrompa o fornecimento da energia imediatamente, muitas vezes precisamos realizar um desligamento emergencial para substituir os postes e executar os reparos nas estruturas. Essa é uma atividade de maior complexidade, portanto leva um tempo adicional para ser executada com segurança”, explica Alessandro. 

Menor impacto 

Para minimizar o impacto desses desligamentos coletivos, a rede de distribuição da Energisa conta com uma tecnologia que permite realizar manobras no sistema elétrico de maneira remota, a fim de agilizar o restabelecimento da energia para o maior bloco de clientes possível, enquanto as equipes se dirigem para o local do acidente.  

Paralelamente, a distribuidora instalou equipamentos de proteção nos postes, semelhantes aos utilizados nas pistas de corridas automobilísticas. Feitas com borracha e areia, essas estruturas são instaladas em pontos estratégicos e de grande movimentação, e ajudam a diminuir o impacto da batida e garantir a segurança do condutor e do poste atingido.   

Vida em primeiro lugar

“Um dos principais valores da Energisa é a vida e quando se fala em acidentes com a rede elétrica, esse valor está em risco. Em um acidente com poste, onde cabos energizados podem cair no chão ou sobre o veículo, fique atento a essas orientações:

- Os ocupantes do veículo devem manter a calma e permanecer dentro dele, sem tocar nas partes metálicas, aguardando a chegada de uma equipe especializada da distribuidora, que irá realizar os procedimentos com a máxima segurança. 

- Quem se deparar com um acidente nessas circunstâncias também precisa manter a distância e acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros e avisar a Energisa pelo 0800 70 10 326.

 

 

 

Fonte: Energiza - Foto - Internet




lena pilates
Pharmacia Antiga